Horários
Lojas

De segunda a sábado: 10h às 22h

Domingos e feriados: 13h às 21h

Alimentação e Lazer

De segunda a sábado: 10h às 23h

Domingos e feriados: 12h às 22h


*Em datas especiais o horário poderá sofrer alteração
 

Acontece

Agenda 11.07.2019
cultura

Em Casa, no Brasil.

SESC RJ, em parceria com Agência da ONU, leva exposição gratuita sobre refugiados para o Caxias Shopping de 11 a 24 de julho, na praça Americanas.

Entre os dias 11 e 24 de julho, o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur), em parceria com o Sesc RJ, levará para o Caxias Shopping a exposição “Em Casa, no Brasil”. No evento, que tem entrada gratuita, o visitante terá uma experiência imersiva nas histórias de descolamentos forçados, poderá conhecer uma RHU (unidade habitacional criada pela ONU para abrigos e campos de refugiados) e participar de palestras, cursos e rodas de conversas com migrantes de diversas partes do mundo, que hoje vivem no Brasil. 
 
O público poderá visitar o interior de uma unidade habitacional, ver fotos de refugiados pelo mundo e ouvir as vozes dessas pessoas contando suas histórias, em uma experiência sonora impactante. Essa é a primeira vez que o projeto é apresentado em um shopping no Estado do Rio. Uma oportunidade única para aproximar o grande público dessa questão humanitária.
 
O objetivo do projeto é sensibilizar a população do Rio de Janeiro sobre a questão do refúgio, contribuindo para melhorar a recepção dessas pessoas, reduzir a xenofobia e preconceitos e construir um ambiente favorável socialmente para a integração dessas pessoas. "Para nós do Caxias Shopping, é uma honra receber uma exposição como essa, com a chancela da ONU. Sabemos a gravidade do problema dos refugiados em todo o mundo, e ajudar nesse processo de conscientização das pessoas em muito nos gratifica", avalia a Gerente de Marketing do Shopping, Michelle Coutinho.
 
A produção das unidades habitacionais (RHU) pela Better Shelter começou em 2015, após extensa pesquisa e testes laboratoriais realizados em diversas condições climáticas. Cerca de 15 mil unidades foram posteriormente implantadas em acampamentos na Europa, Oriente Médio e África. Na fase de testes, o feedback das pessoas residentes foi extremamente positivo, de acordo com os objetivos traçados de fornecer acomodação segura e digna.
 
O evento terá ainda exibição de filmes que contam a história de refugiados e uma exposição com 52 fotos registradas em diferentes partes do mundo por fotógrafos da ONU. As imagens revelam as crises do deslocamento forçados em países como Síria, Sudão do Sul, República Democrática do Congo e Mianmar. As imagens também contam histórias de crianças, homens e mulheres que abandonaram suas casas, devido a violações de direitos humanos. Segundo o Acnur, mais de 68 milhões de pessoas no mundo encontram-se fora dos seus locais de origem. Guerras, conflitos e perseguições são alguns dos principais motivos do êxodo.
 
 
PROGRAMAÇÃO


- 11 a 24 de julho - Visitação da HRU (de segunda a sábado, das 10h às 22h. Domingos das 13h às 21h).
- 11 de julho (14h às 18h) - Roda de conversa – Vivências e experiências de refugiados e imigrantes
Refugiados que vivem no Brasil falam das suas trajetórias e experiência nesse momento em que devem lidar com uma nova realidade e um choque cultural.
- 12 a 19 de julho (14h às 18) - Curso de imersão - Impactos ambientais e fluxos migratórios
O curso vai discutir a situação dos refugiados ambientais, pessoas que são obrigadas a deixar seus lares e países devido as tragédias ambientais e qual o impacto que essa migração terá no novo ambiente em que são inseridos.
- 13 de julho (15h às 17h) - Palestra - REFOODGEES – intercâmbio cultural
Comer também é um ato cultural e que muitas vezes pode mediar conflitos e diferenças. Nessa palestra o público conhecerá a culinária e as tradições à mesa de diversas culturas emigraram para o Brasil.
- 16 de julho (15h às 17h) - Curso de Imersão – Impactos sociais e legislação de refúgio
O curso trata das questões sociais e da legislação que tratam das questões sobre o acolhimento de pessoas em situação de refúgio.
- 21 de julho (15h às 17) - Curso de Imersão - Impactos do refúgio no desenvolvimento infantil
Quais são as dificuldades enfrentadas pelas crianças no refúgio? Sendo elas as mais impactadas por estarem em uma situação maior de dependência familiar e social. Como é a para elas recomeçar a vida em uma nova cultura?
- 23 de julho (15h às 17h) -  Curso de Imersão - Refugiados e empreendedorismo
Refugiados que mesmo encarando uma nova realidade e desafios dão uma guinada, conseguem empreender e ainda contribuir para economia local.

 

SERVIÇO
Evento: Em Casa, No Brasil no Caxias Shopping 
Data: de 11 a 24 de julho
Local: Praça Americanas
Classificação: livre
GRATUITO